CTT e Câmara Municipal de Vila Viçosa celebram protocolo no âmbito da criação de lojas online

15 de Maio, 2020

Os CTT e a Câmara Municipal de Vila Viçosa estabeleceram uma parceria que visa o apoio às PME’s do município, na adoção rápida e eficaz de novos canais de venda digitais como alternativa aos canais de vendas tradicionais, acelerando a digitalização dos seus negócios. 

Com esta parceria, são criadas condições especiais de apoio às empresas e, em particular às PME’s de Vila Viçosa, na aposta nos canais digitais como alternativa aos canais de vendas tradicionais, nomeadamente na criação de Lojas Online.

Esta iniciativa surge no atual contexto de pandemia Covid-19, que está a ter forte impacto sobre a economia nacional, em especial sobre as Pequenas e Médias Empresas (PME), exigindo medidas rápidas e eficazes tendo em vista a sua reativação.

Os CTT, conscientes do papel crítico que no apoio à sustentabilidade da economia e a sociedade portuguesa no atual contexto, oferecem condições preferenciais em vários serviços.

No Criar Lojas Online, um serviço que permite a criação de lojas online por empresas sem necessitarem de conhecimentos técnicos de desenvolvimento de sites, através de uma interface Web intuitivo e amigável, é oferecido pelos CTT às empresas aderentes com sede no Munícipio de Vila Viçosa a oferta dos Planos (Corporate, Plus ou Base), até ao dia 30 de junho de 2020, a todas as lojas que se registem até ao dia 31 de maio de 2020.

Para poderem usufruir deste protoloco as empresas terão apenas de se registar através do seguinte link https://www.ctt.pt/empresas/solucoes-setoriais/lojas-online-ctt/protocolos.

Os CTT estão a implementar medidas de mitigação de contágio por CoViD-19 na rede de retalho e em todo o processo de tratamento e entrega de correio e encomendas.

Também a Câmara Municipal de Vila Viçosa está empenhada na aplicação das medidas de mitigação definidas pelas autoridades competentes.

Os CTT e a Câmara Municipal de Vila Viçosa apelam ao seguimento rigoroso das recomendações da Direção-Geral da Saúde, por forma a garantir a segurança dos clientes, mas também dos colaboradores destas entidades.