CTT líderes mundiais em sustentabilidade

12 de fevereiro, 2019

Os CTT – Correios de Portugal estão entre as empresas líderes a nível mundial em termos de sustentabilidade, com a classificação de Leadership (A-), de acordo com o ranking elaborado pelo CDP – Carbon Disclosure Project. Este ranking, considerado o principal em termos de sustentabilidade energética e carbónica a nível mundial, avaliou mais de 7.000 empresas de topo dos mais diversos setores, cuja média de classificação global foi de B-.

Também no setor postal, os CTT estão posicionados acima da média (B-), ocupando o terceiro lugar a nível mundial.  O desempenho dos CTT destacou-se nas categorias energia, fixação de metas e redução de emissões e lançamento de soluções neutras em carbono, fruto da adequação estratégica, da gestão dos riscos e oportunidades decorrentes das alterações climáticas e das boas práticas já há bastante tempo seguidas pela empresa. A nível nacional, os CTT ocupam a segunda posição entre todas as empresas participantes, das mais variadas áreas.

Conscientes da importância da sustentabilidade ambiental e consciência ecológica, assim como das consequências das alterações climáticas, os CTT têm apostado em múltiplas iniciativas com o objetivo de reforçar a poupança energética e reduzir as emissões de carbono. No final de 2017, os CTT emitiam apenas cerca de 30% das emissões carbónicas produzidas em 2008: ou seja, os CTT atingiram uma significativa redução de 68% das emissões carbónicas resultantes da atividade direta da empresa desde então.

Os CTT operam atualmente com a maior frota elétrica do setor logístico a nível nacional, com 311 veículos, e adquirem desde 2016 energia verde certificada para 100% da sua atividade (associada ao consumo de eletricidade). A empresa neutralizou ainda as emissões carbónicas da totalidade da oferta Expresso e da gama Correio Verde, através de projetos de compensação carbónica selecionados por votação do público e que promovem impactos positivos ao nível da biodiversidade e do desenvolvimento das comunidades locais onde os mesmos se inserem.

 

Os dados completos deste ranking podem ser consultados em https://www.cdp.net/pt.