CTT homenageiam Património UNESCO em Emissão Filatélica

31 de agosto, 2018

Os CTT lançam hoje, 31 de agosto de 2018, uma emissão filatélica que pretende ajudar a perpetuar os tradicionais Fabrico de Chocalhos de Alcáçovas, Processo de Confeção da Louça Preta de Bisalhães e Produção de Figurado em Barro de Estremoz, todos integrados na Lista de Património Cultural Imaterial da UNESCO.

A arte do Fabrico de Chocalhos foi inscrita a 1 de dezembro de 2015 na Lista do Património Cultural Imaterial que Necessita de Salvaguarda Urgente, no âmbito de uma candidatura do Turismo do Alentejo, da Câmara Municipal de Viana do Alentejo e da Junta de Freguesia de Alcáçovas. Esta arte foi o primeiro elemento inscrito por Portugal nesta lista, que visa proteger manifestações culturais em risco de desaparecimento devido à diminuição do número de artesãos que a praticam.

A 28 de novembro de 2016 foi a vez de o processo de fabrico do Barro Preto de Bisalhães, Vila Real, ter integrado a Lista do Património Cultural Imaterial que Necessita de Salvaguarda Urgente. O processo de fabrico inclui desde o tratamento inicial que se dá ao barro até à cozedura. As peças são cozidas em fornos abertos na terra, onde são queimadas giestas, caruma, carquejas e abafadas depois com terra escura, a mesma que lhe vai dar a cor negra.

A Produção de Figurado em Barro de Estremoz foi inscrita a 7 de dezembro de 2017 na Lista de Património Cultural Imaterial da UNESCO. Produzido desde o século XVII, assenta na produção de figuras com uma matriz sagrada e profana.  O seu processo de modelação, a singularidade dos modelos e as suas cores tornam-nos únicos.

Esta emissão filatélica é composta por três selos (80x30,6mm), com uma tiragem de 125 mil exemplares cada, e um valor facial de 0,86€. O design ficou a cargo do Atelier Pendão & Prior / Fernando Pendão.

As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas Restauradores em Lisboa, Munícipio no Porto, Zarco  no Funchal, Antero de Quental  em Ponta Delgada, CTT Estremoz, CTT Viana do Alentejo e CTT Vila Real.