UIT – UNIÃO INTERNACIONAL DAS TELECOMUNICAÇÕES

UIT: 150 anos a ligar o mundo

Em 17 de maio de 1865 foi assinada em Paris por 20 países, entre os quais Portugal, a primeira Convenção Telegráfica Internacional, que deu origem à criação da União Telegráfica Internacional, presentemente designada União Internacional das Telecomunicações (UIT). O dia 17 de Maio passaria a ser celebrado como dia mundial das telecomunicações a partir de 1969 e posteriormente (desde 2007) como dia mundial das telecomunicações e da sociedade da informação. Em 2015 este dia será marcado pelas celebrações dos 150 anos da UIT que decorrerão por todo o mundo. A UIT é a mais antiga organização intergovernamental, sendo desde 1947 agência especializada das Nações Unidas para as telecomunicações. A Convenção de Paris e o seu Regulamento foram revistos em Viena (1868), Roma (1872), São Petersburgo (1875) e, em Berlim (1885) foram incorporadas pela primeira vez disposições relativas ao serviço telefónico. Também em Berlim, foi assinada em 1906, por 27 estados, a primeira Convenção Radiotelegráfica Internacional. Em 1932, numa conferência em Madrid, foi decidido adotar a atual designação – União Internacional das Telecomunicações (UIT), refletindo as responsabilidades já mais abrangentes da organização – assim como fundir asduas Convenções numa única – a Convenção Internacional das Telecomunicações. A UIT é atualmente composta por 193 Estados Membros e mais de 700 entidades com interesses no sector das telecomunicações, desde operadores a fabricantes, na qualidade de Membros dos Sectores. A ANACOM – Autoridade Nacional de Comunicações assume a função de administração portuguesa junto da UIT, assegurando a regular representação de Portugal na Organização, sem prejuízo das competências do Governo. A UIT assegura a cooperação internacional nas áreas de regulação, normalização e desenvolvimento das telecomunicações, incluindo a gestão do espectro radioelétrico e as órbitas de satélites, integrando três sectores especializados para as suas principais áreas de intervenção: sector das Radiocomunicações (UIT-R), sector da Normalização das Telecomunicações (UIT-T) e sector do Desenvolvimento das Telecomunicações (UIT-D). Ao longo dos seus 150 anos, as suas atribuições foram-se alargando progressivamente, reinventando- se em função das inovações tecnológicas que iam surgindo – a telefonia fixa, o desenvolvimento das radiocomunicações, os satélites de comunicações, as comunicações móveis e os desafios da era da Internet – abarcando presentemente todo o sector das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). A UIT teve e continuará a ter um contributo inestimável para o «mundo ligado» e mais inclusivo em que hoje vivemos. O desenvolvimento das comunicações, ao longo dos anos e sobretudo no passado mais recente, tem proporcionado benefíciossignificativos para a humanidade, em geral, e para algumas populações mais desfavorecidas, em particular. A história da UIT tem sido marcada pela cooperação internacional entre governos, companhias privadas e outros stakeholders. A sua missão permanente é alcançar as melhores soluções práticas para a integração de novas tecnologias e de difundir os seus benefícios por toda a humanidade – esta é uma tarefa contínua que não se esgota no seu passado e nos remete para o seu futuro.


Fátima Barros
Presidente do Conselho de Administração da ANACOM



Dados Técnicos


Emissão
2015 / 05 / 18
Selos
€0,80 – 115 000
€1,00 – 165 000
Design - Ana Vieira Santos
Agradecimentos
ANACOM - Autoridade Nacional de Comunições
ITU - International Telecommunication Union
Papel - FSC 110 g/m2
Formato
Selo: 40 x 30,6 mm
Picotagem
Cruz de Cristo 13x13
Impressão  - offset
Impressor  - Cartor
Folhas - Com 50 ex. / with 50 copies
Sobrescritos de 1.º dia / FDC
C6 - €0,56
Pagela
€0,70