Compensação Carbónica CTT Expresso


Os portugueses já escolheram os dois projetos ambientais que os CTT vão financiar no âmbito da sua política de compensação carbónica. Com este financiamento, todo o portefólio de produtos CTT Expresso passa a ter um impacte zero na emissão de gases com efeito de estufa, um posicionamento pioneiro entre as empresas nacionais do seu setor.

Foram eleitos o projeto português “Conservação de Organismos Fluviais” e o projeto brasileiro “Utilização de Biomassa Renovável”, no âmbito de uma votação aberta a todos os portugueses, que decorreu durante o mês de março de 2017 no Facebook Esfera CTT.

O projeto de compensação carbónica CTT Expresso é uma das componentes da política de sustentabilidade associada aos produtos desta linha de negócio dos CTT, que incluem também a adoção das melhores práticas no que respeita à eficiência na prestação do serviço. Nesse sentido, a CTT Expresso reduziu, em 2016, os seus consumos energéticos em 12% e a sua pegada carbónica e hídrica em 34% e 7%, respetivamente, face à média dos últimos três anos. 

O montante envolvido neste apoio ascende a 17 mil euros e será atribuído aos dois projetos. Deste modo, os CTT devolvem à comunidade uma parte da confiança que lhes foi depositada, alargando o âmbito da sua política ambiental.