Políticas, Relatórios e Índices

Políticas
Relatórios de Sustentabilidade
Índices de Qualidade

Com mais de 3 mil viaturas, os CTT operam uma das maiores frotas automóveis do país, indispensável para distribuir diariamente milhões de correspondências e encomendas. Estamos conscientes dos seus impactes ambientais e tudo fazemos para os minorar. Renovamos as viaturas, otimizamos as rotas de distribuição, formamos os nossos trabalhadores em condução ecológica e segura. Apostamos também com muita convicção nas motorizações alternativas, que temos expandido significativamente.

A Política de Ambiente constitui um referencial para a atividade da Empresa, na sua totalidade. Através desta Política, os CTT assumem a componente ambiental como parte integrante da sua estratégia e prática de negócio.

Os CTT consideram que a sua Política de Compras Responsáveis é determinante para o cumprimento dos seus compromissos de desenvolvimento sustentável.

A integração destas metas nos produtos e serviços concebidos, comprados, e comercializados pelos CTT, permite-lhe atingir os objetivos de desempenho que definiu para si, no âmbito da sua estratégia de desenvolvimento sustentável.

Fomos uma das primeiras empresas portuguesas e do setor a integrar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas na sua estratégia de negócio.

O Conselho de Administração inclui quatro mulheres (31% do total), cumprindo os órgãos de administração e fiscalização dos CTT folgadamente os limiares legais na matéria. Revimos e aprovámos o Plano para a Igualdade, contemplando 17 medidas em diversas áreas. Neste âmbito, recebemos dois prémios da Human Resources nas categorias “Igualdade de Género”, pela 3ª vez, e “Gestão de Seniores”, pela 2ª vez, um reconhecimento pelo nosso trabalho.

Na área das alterações climáticas, obtivemos o nível de Liderança A no Carbon Disclosure Project 2017, o mais importante rating bolsista carbónico internacional (apenas 2 empresas portuguesas e outras tantas, no setor, atingiram este nível), vimos as nossas metas carbónicas, absoluta e de intensidade, aprovadas pela SBTi – Science Based Target Initiative, (a única empresa do setor a consegui-lo) e registámos a maior redução de emissões do setor a nível mundial, -76% (2008-16).

No domínio da biodiversidade, lançámos a 4ª edição do projeto “Uma Árvore pela Floresta”, uma parceria CTT-Quercus com vista à florestação de zonas críticas do país. Esta atingiu mais de 8 milhões de pessoas e traduziu-se na venda recorde de 65 mil kits, ou seja, outras tantas árvores a plantar no início de 2018.

O portefólio Eco continuou a contribuir para os resultados. A nossa oferta Eco representa agora cerca de 12% da receita total.

Somos hoje uma empresa reconhecida como social e ambientalmente responsável, o resultado de um trabalho contínuo e sustentado ao longo da última década. Continuar, faz parte do nosso compromisso.

 

António Gomes Mota                                                                                            Francisco de Lacerda
Presidente do Conselho de Administração                                        Vice-Presidente do Conselho de Administração & CEO