Lisboa – As Nossas Cidades em nova Emissão Filatélica

19 de agosto, 2016

No próximo dia 26 de Agosto, os CTT homenageiam a capital portuguesa com uma nova emissão filatélica composta por quatro selos de zonas emblemáticas de Lisboa: o Cais das Colunas, o Castelo de São Jorge, a Ribeira das Naus e o Parque Eduardo VII.

Esta emissão pretende celebrar Lisboa como cidade que, ao longo de tantos séculos, nunca perdeu a originalidade. Uma cidade construída sobre sete colinas com uma grande ligação ao rio que a acompanha e com grandes tradições, boémia no Bairro Alto, multiétnica na Mouraria, romântica no Príncipe Real, característica em Alfama e monumental em Belém.

Nesta emissão é evidente a ligação do rio Tejo à capital portuguesa, um rio que faz parte da vida dos lisboetas e de todos os que a visitam. Por exemplo, a Ribeira das Naus é hoje um espaço público que privilegia o cidadão e o seu contacto com o rio, e é visitada diariamente por milhares de turistas e lisboetas que aproveitam os seus jardins envolventes.

O Terreiro do Paço é também um local emblemático da cidade com um enquadramento único entre as sete colinas e o rio. A criação de esplanadas nas Arcadas da Praça tornou-o num local de lazer e, ao mesmo tempo, num local de contemplação a partir do miradouro do Cais das Colunas. Também representado nesta emissão filatélica está o maior parque de Lisboa, o Parque Eduardo VII, bem como, a vista do Castelo de São Jorge.

Esta emissão é composta por quatro selos: o selo do Cais das Colunas com uma tiragem de 135 000 exemplares e o valor facial de 0,47€; o selo da perspetiva do Castelo de São Jorge com uma tiragem de 110 000 exemplares e o valor facial de 0,65€; o selo da Ribeira das Naus com uma tiragem de 135 000 exemplares e o valor facial de 0,75e e o selo do Parque Eduardo VII com uma tiragem de 115 000 exemplares e o valor facial de 0,80€.

As ilustrações estiveram a cargo de Dawe Works – Comunicação Global, Lda. e os selos têm um formato de 40 X 30,6 mm. As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas dos Restauradores em Lisboa, Munícipio no Porto, Zarco  no Funchal e Antero de Quental  em Ponta Delgada.