CTT recrutam 2 Pais Natais para responder aos desejos das crianças

29 de novembro, 2017

Os CTT já sentem o espírito natalício com a chegada, de forma espontânea, das cartas ao Pai Natal dos CTT, escritas por muitas crianças do nosso país. Estas cartas são as únicas que são aceites sem selo pelos CTT.

 Para o efeito, os CTT mobilizam sempre uma equipa especial que se dedica a tempo inteiro para garantir que todas as crianças (e alguns graúdos) recebem uma resposta, ajudando todos a manter o sonho do Natal bem vivo. A estas cartas de respostas os CTT juntarão um pequeno presente simbólico, que não pode saber-se qual é para não estragar a surpresa.

Este ano espera-se que as cartas ao Pai Natal cheguem às 170 mil, em linha com os volumes recebidos nos últimos anos. Para a maioria destas crianças, as cartas ao Pai Natal são o primeiro contacto com a carta enquanto forma de comunicação. E os endereços, por vezes, desafiam os sistemas de informação geográfica: “Planeta dos Brinquedos”, “Terceira Nuvem depois do arco-íris” ou “Terra do Frio”. Outros, mais informados, escrevem “Casa da Lapónia” ou “Casa do Pai Natal”.

Não um, mas dois Pais Natais

O Pai Natal dos CTT, que todos os anos, há muitas décadas, responde a todas as cartas que lhe são dirigidas, não é o único. Um segundo, o Pai Natal Solidário, volta este ano a dedicar-se a tempo inteiro aos pedidos de crianças desfavorecidas, à guarda ou acompanhadas por instituições, públicas e particulares, de apoio à infância.

Para que isso seja possível, os CTT convidaram mais de meia centena destas instituições (lista no final) que as crianças que acompanham escrevessem e desenhassem cartas com os presentes que querem pedir ao Pai Natal Solidário.

Estas cartas estão publicadas na Internet em www.painatalsolidario.pt e numa seleção de 25 lojas CTT de Portugal continental e ilhas (lista em baixo). Qualquer pessoa pode consultar estas cartas e apadrinhá-las, oferecendo à criança o presente pedido. Para entregar o presente basta dirigir-se a qualquer Loja CTT do país, que o entregará gratuitamente. Poderá também visitar a página de Facebook em https://www.facebook.com/opainatal.

No total, ascendem a quase 2000 o número de crianças desfavorecidas, até 12 anos, de Norte a Sul do País que, com o apoio de todos e do Pai Natal Solidário, terão um Natal de 2017 mais luminoso.

Os sonhos de Natal destas crianças são iguais aos de todas as crianças, que se dirigem ao Pai Natal com muitos desenhos e alguns pedidos escritos, sobretudo de brinquedos.

A lista das instituições apoiadas por este projeto, bem como a lista das lojas dos CTT que têm cartas para apadrinhamento, pode ser encontrada nos links e em baixo.

Lista de Instituições

Lista de Lojas CTT