CTT emitem selo dedicado a António Guterres

2 de janeiro, 2017

Os CTT assinalam a eleição de António Guterres como secretário-geral das Nações Unidas como uma emissão filatélica a lançar a 4 de janeiro próximo. A emissão é composta por um selo com a imagem do novo secretário-geral e por um bloco com uma imagem de António Guterres a discursar perante a 70ª Assembleia-Geral das ONU, no passado dia 13 de outubro, em Nova Iorque.

Com esta emissão os CTT cumprem um dos objetivos das suas emissões de selos: a disseminação de temas e figuras relevantes para Portugal, gerando um objeto que permitirá registar o momento em que António Guterres inicia funções.

Esta emissão é composta por um selo com uma tiragem de 105 000 exemplares e o valor facial de 0,80€ e por um bloco filatélico com o valor de 2€ cada e uma tiragem limitada a 40 000 exemplares.

O selo tem um formato de 30,6 X 40 mm e o design esteve a cargo de Vasco Martins. As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas CTT dos Restauradores em Lisboa, Munícipio no Porto, Zarco  no Funchal e Antero de Quental  em Ponta Delgada.

António Guterres nascido a 30 de abril de 1949 foi um aluno distinto quer no Liceu Camões que frequentou, quer no Instituo Superior Técnico onde se formou como Engenheiro Eletrotécnico. Aderiu ao Partido Socialista (PS) no ano de 1973. Em 1992 foi eleito secretário-geral do PS. Foi nomeado para o cargo de alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados entre 15 de junho de 2005 e 31 de dezembro de 2015. No ano seguinte, anunciou sua candidatura ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas.

Em 13 de outubro de 2016 a Assembleia Geral das Nações Unidas elegeu por unanimidade e aclamação António Guterres como 9.º secretário-geral das Nações Unidas. Depois do juramento prestado a 12 de dezembro de 2016, perante a Assembleia Geral das Nações Unidas, tomou posse no dia 1 de janeiro deste ano para um mandato de 5 anos.