CTT celebram os 50 anos do Rally de Portugal com emissão filatélica

17 de maio, 2017

No dia 17 de maio, os CTT celebram os 50 anos do Rally de Portugal, uma prova internacional de renome que teve a sua primeira edição em 1967 e que contou com uma exposição internacional logo na primeira edição.

Os selos desta emissão mostram-nos os cinco carros emblemáticos que marcaram as cinco décadas do Rally de Portugal: o Renault 8 Gordini de 1967, o Fiat 131 Abarth de 1981, o Audi Quattro S1 de 1982, o Lancia Delta Integrale de 1992 e o Volkswagen Polo WRC de 2015.

A prova do Automóvel Club de Portugal (ACP), inicialmente denominada Rally Internacional TAP, começou por ser uma competição de regularidade com a classificação a ser feita por pontos e onde os vencedores eram a dupla com o menor número de pontos. Foram passados cinco anos, aquando da 6ª edição, que os concorrentes do Rally começaram a lutar contra o cronómetro e a vitória a ser atribuída ao mais rápido.

Em 1973 a prova entrou para o Calendário do Campeonato do Mundo de Ralis, o primeiro da história da modalidade e, no ano seguinte, passou a chamar-se Rally de Portugal, precisamente no ano da primeira das cinco vitórias de Markku Alén, o piloto de maior sucesso na prova. Desde então o Rally foi considerado cinco vezes o “Melhor Rally do Mundo” e no ano de 2000 foi distinguido com o prémio de “Rally com Melhor Evolução do Ano”.

Em 2001 as péssimas condições climatéricas levaram ao cancelamento de vários quilómetros da prova e acabaram por contribuir para o afastamento do Rally do Mundial no ano seguinte. Foram passados cinco anos, em 2007, que o ACP trouxe o WRC de novo a Portugal, uma oportunidade nos troços do sul do país, no Algarve e Baixo Alentejo. Em 2008 o Rally de Portugal voltou a estar ausente, tendo regressado para não mais sair até aos dias de hoje, em 2009. 

No ano de 2015 a prova mudou-se para o norte de Portugal, uma mudança de sucesso segundo o público, pilotos e responsáveis federativos nacionais e internacionais que foram unânimes: o Rally estava a voltar aos anos de ouro. Esta emissão filatélica pretende celebrar o 50º aniversário do Rally de Portugal que continua a ser visto por muitos como o Melhor Rally do Mundo, com uma constante inovação e alterações interessantes que presenteiam os pilotos a cada nova edição.

Esta emissão é composta por seis selos, o selo do carro Renault com o valor facial de 0,50€ e uma tiragem de 135 000 exemplares; o selo do carro Fiat com uma tiragem de 110 000 exemplares e o valor facial de 0,63€; o selo Audi com o valor facial de 0,70€ e uma tiragem de 110 000 exemplares; o selo do carro da marca Lancia com o valor facial de 0,80€ e uma tiragem de 135 0000 exemplares e, por fim, o selo com o carro da marca Volkswagen com uma tiragem de 115 000 exemplares e o valor facial de 0,85€.

O design dos selos esteve a cargo de MAD Activities e os selos têm uma dimensão de 40 X 30,6 mm.

As obliterações de primeiro dia serão feitas nas Lojas  CTT dos Restauradores em Lisboa, Município no Porto, Zarco no Funchal, Antero de Quental em Ponta Delgada, e Angra do Heroísmo.