CTT apresentam Selos sobre os Picos da Madeira

10 de outubro, 2017

Os CTT apresentam uma emissão filatélica dedicada aos Picos mais altos da ilha da Madeira no dia 11 de outubro, pelas 11h30, no Museu Quinta das Cruzes, no Funchal. A cerimónia será presidida pelo Secretário Regional da Economia, Turismo e Cultura, Eduardo Jesus. Para esta emissão foram escolhidos os Picos Ruivo, do Castelo, do Arieiro, Ana Ferreira, do Veado e o Branco.

O Pico Ruivo, situado no concelho de Santana, é o ponto mais alto da Ilha da Madeira com 1862 metros de altitude, sendo o terceiro mais alto em Portugal. Para se subir existem vários acessos e, pelo caminho, é-se rodeado por um mar de nuvens onde se pode assistir ao nascer do sol, uma experiência inesquecível.

A 437 metros de altitude encontra-se o Pico do Castelo, que proporciona uma excecional vista geral sobre o Porto Santo. Aqui, foi construída uma pequena fortaleza no século XVI, para fazer frente às frequentes invasões de piratas franceses e argelinos. Este pico corresponde a uma antiga chaminé vulcânica.

O Pico do Veado é o mais alto da ilha Selvagem Pequena, localizado na costa norte da ilha com cerca de 49 metros de altura. Aqui está instalado um farol ativo e uma estação de vigilância da Reserva Natural das Ilhas Selvagens, que serve de apoio aos técnicos do Instituto de Florestas e Conservação da Natureza (IFCN).

Na ilha de Porto Santo, a 450 metros de altitude, está o segundo pico mas alto desta ilha, o Pico Branco. A sua denominação resulta da existência de uma coluna de pedra branca, e também por ali existirem muitos líquenes brancos da espécie com nome comum de urzela (Rocella sp.), que cresce sobre a rocha, o qual era exportado do Porto Santo para a produção de tintas e de outras especialidades afins.

No bloco filatélico que contém dois selos temos representados os Picos do Arieiro e o Pico Ana Ferreira. O primeiro fica situado a 1818 metros de altitude e oferece uma fantástica vista sobre o maciço central da Madeira, sendo o terceiro mais alto da ilha. Neste local ocorre a nidificação da espécie endémica Freira da Madeira (Pterodroma madeira), considerada a ave marinha mais ameaçada da Europa. Poderá lá chegar de carro e iniciar um dos percursos pedestres mais espetaculares da região, em direção ao ponto mais alto do arquipélago, o Pico Ruivo. O segundo, o Pico Ana Ferreira, situado no sudoeste da ilha de Porto Santo, atinge os 278 metros de altitude. Este pico é composto por colunas prismáticas, de formas muito irregulares, originadas pelo lento arrefecimento do magma que consolidou em profundidade no interior da conduta vulcânica. São popularmente conhecidas como o «Piano». Neste pico encontra-se o miradouro da Pedreira, do qual se avista o Ilhéu de Fora, o Pico do Facho e o Pico Castelo.

Esta emissão filatélica é composta por quatros selos e um bloco filatélico com dois selos: um selo com o valor facial de 0,50€ e uma tiragem de 115 000 exemplares; um selo com o valor facial de 0,80€ e uma tiragem de 145 000 exemplares; um selo com o valor facial de 0,85€ e uma tiragem de 100 000 exemplares; e um selo com o valor facial de 1,00€ e uma tiragem de 115 000 exemplares. O bloco filatélico tem o valor de 1,85€ e uma tiragem limitada a 40 000 exemplares.

O design esteve a cargo do Atelier Design & etc / Túlio Coelho. Os selos têm um formato de 40 X 30,6 mm enquanto o bloco terá um formato de 125 X 95 mm. As obliterações de primeiro dia serão feitas nas Lojas CTT dos Restauradores em Lisboa, Munícipio no Porto, Zarco no Funchal, e Antero de Quental  em Ponta Delgada.