Sagres – Símbolo de Portugal

Esta edição bilingue (português e inglês) da autoria de António Manuel Gonçalves, relata a história, que se confunde com lenda, do navio-escola Sagres.

Construído em 1937, nos estaleiros da Blohm & Voss em Hamburgo, Alemanha, o atual navio-escola Sagres foi lançado à água a 30 de outubro de 1937. Serviu como navio-escola da Kriegsmarine (Marinha de Guerra) de Adolf Hitler até ao final da Segunda Guerra Mundial, tendo sido cedido ao Brasil em 1948, como forma de mitigar os prejuízos causados pelos submarinos germânicos à sua marinha mercante. Com o nome Guanabara, foi navio-escola da Marinha do Brasil até 1961, altura em que Portugal o adquiriu com vista a substituir a antiga Sagres (1924-1962). Além do nome, herdou do anterior navio-escola a Cruz de Cristo, que exibe nas velas, e a efígie do Infante D. Henrique, que ostenta como figura de proa.

Assumindo um papel crucial na formação dos oficiais oriundos da Escola Naval e fazendo jus ao elegante epíteto de Embaixador Itinerante, o NRP Sagres contribui para a afirmação de Portugal no mundo, levando a cultura, os valores e o quinhão de solo pátrio às Sagres – Símbolo de Portugal comunidades portuguesas da diáspora, espalhadas pelos cinco continentes. Com uma tiragem limitada a 4400 exemplares numerados, contém o selo e o bloco NRP Sagres da emissão filatélica Navios Sagres e Creoula, de 2012, com o valor facial €2,07.

Ficha técnica:

Título: Sagres – Símbolo de PortugalAutor: António Manuel Gonçalves
Autor: José Manuel Godinho
Edição: Clube do Colecionador dos Correios
Design: Atelier Design & etc / Túlio Coelho
Formato: 24,5 x 24,5 cm
Nº de páginas: 140 (com o cólofon incluído)
Tiragem: 4400 exemplares Contém o selo e o bloco NRP Sagres da emissão filatélica Navios Sagres e Creoula, de 2012
ISBN 978 – 972 – 8968 – 46 -5